segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O dia que (não) fui à Bicicletada


Toda última sexta - feira do mês é dia de Bicicletada em São Paulo. Eu nunca consigo ir a nenhuma bicicletada, nem na que acontece na zona leste, tampouco na do centro. Explico: Trabalho das 13h às 19h na Av. Brigadeiro Luis Antonio, a bicicletada da Paulista acontece às 20h30, porém como moro longe não consigo ir para o trabalho de bike para depois ir à bicicletada, seria extremamente cansativo e ainda não estou pronta para isso. Para ir à bicicletada da ZL teria que deixar minha bike no metrô Vila Prudente (o que pode não ser muito seguro) e depois pegá-la por volta das 19h45 e ir pedalando até o Tatuapé, talvez até desse tempo, mas ainda tenho que experimentar o caminho.
Enfim, por isso até hoje nunca fui a uma bicicletada, mas nesta sexta o Fa iria pela 2ª vez e como eu estava um pouco chateada, ele resolveu passar no metrô Brigadeiro para me ver antes de eu ir embora e ele ir à bicicletada.
Foto do JP Amaral na Pça. do Ciclista
Como gosto de andar, me empolguei e fui caminhando com ele (e a bike emprestada do Bivis) até a Pça. Do Ciclista. Fomos conversando e caminhando bem calmamente, enquanto isso diversos ciclistas passavam por nós e, eu toda feliz e contente,  comentava cada um que passava. Estava tão afim de participar que até cogitei a idéia maluca de perguntar para quem estivesse lá, se alguém morava ali perto e tinha uma bike para emprestar, mas acabei desistindo da idéia devido a falta de cara de pau. Chegamos à praça do ciclista e eu resolvi ficar por lá mais um pouquinho, só isso já foi suficiente para sentir a energia que estava ali. Pessoas e mais pessoas com suas bikes por todo lado, fui embora por volta das 20h e ainda vi umas 8 pessoinhas chegando de uma só vez.
Gostei tanto de ter ido até lá, que voltei com um sorriso no rosto para casa. Fora a empolgação de dar um jeito para ir à próxima. Eu vou mais cedo, vou ficar cansada, vou pedir emprestado, mas de todo jeito eu vou! Na próxima bicicletada é nóis...

5 comentários:

Faprasem disse...

A energia realmente é impressionante. É indescritível, quase como se o ar fosse diferente. Na verdade, é apenas um monte de gente interessante reunida num lugar só, mas que chama a atenção positivamente, chama.

Sandre Quirino disse...

acho que vc já deve ter pensado nessa alternativa, mas existe a possibilidade de aluguel de bike. eu sei que no metrô anhangabaú vc pode devolver a bike até às 22h. fica um pouco corrido, porque a bicicletada nunca acaba antes das 22h. mas é um jeito de você participar um pouco e sair da massa um pouco antes.

Isadora disse...

acredita que eu não sei andar de bicicleta? que vergonha!
coloquei como meta: até o final do ano eu aprendo!

Pri disse...

Sandre: Sim, já pensei nisso, mas não sabia um local próximo onde tivesse aluguel de bike. Valeu pela dica!

Isadora: As pedalinas (coletivo feminino de ciclistas) estão planejando uma oficina para quem quiser aprender, provavelmente será dia 11/09. E não é vergonha nenhuma não saber, eu mesma aprendi ano passado!
Visite o Blog p/+ informações: http://pedalinas.wordpress.com/

Marcos Bueno disse...

Realmente é bem legal a energia da galera, o momento da bicicletada que mais mexe comigo é quando o pessoal começam a se agitar para sair e ficam dando volta na Praça do Ciclista, começa com uns 3 ou 4 depois a galera vai se juntando e quando menos espera tem uma centena dando a volta até a largada.